Brasil quase dobrou volume de gado em pé exportado em 2018

A exemplo do Paraguai, importadores querem gado para abate e também para reprodução


31/01/2019

O Brasil praticamente dobrou o volume de animais em pé exportados  em 2018 na comparação com o ano anterior, segundo observou o Cepea em nota divulgada nesta quinta-feira.

De acordo com os dados da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Indústria e Comércio, o país embarcou pouco mais de 407 mil cabeças em 2017 e  790 mil cabeças no ano passado. Os maiores destinos dos animais brasileiros foram Turquia, Egito e Líbano, justamente países que, geralmente, preferem realizar o abate do gado conforme suas próprias diretrizes.

“As exportações brasileiras de animais em pé, além de ocorrerem para fornecer boi para abates específicos, são voltadas também para atender demandantes à procura de gado com boa genética para reprodução, como é o caso do Paraguai”, explicou o Cepea em nota.



Compartilhe: