Demanda aquecida puxa alta de preços da reposição

Mesmo com menor liquidez em função do período de vacinação, cotações subiram em novembro


03/12/2018

Foto: Scot Consultoria

O mercado de reposição fechou o mês de novembro em alta. O volume de animais disponíveis para negociação está abaixo do que recriadores e invernistas estão demandando. Dessa forma, as cotações continuam subindo. No fechamento de novembro, na média de todas as categorias de machos e fêmeas anelorados e estados pesquisados pela Scot Consultoria, as cotações fecharam com alta de 0,8%. Maior valorização mensal desde agosto deste ano.

O que chama atenção é que mesmo com a menor liquidez no mercado, em função do período de vacinação contra a Febre Aftosa e, consequentemente, menos dias de negociação, as cotações seguiram firmes superando as médias de outubro e setembro.

Para o curto prazo a tendência é de manutenção dos bons volumes de negociações, mas é bom ficar de olho no mercado.

A expectativa é de que o preço da arroba do boi gordo mantenha a firmeza no curtíssimo prazo, mas já a partir de meados de dezembro o ritmo de negociações deverá ser menor, cenário típico para o período de final do ano.

Quando o mercado retomar o ritmo normal, em janeiro, sazonalmente as cotações do boi gordo são mais frouxas e isso pode diminuir o ânimo dos recriadores e invernistas e a procura por negócios deverá ser menor.

Fonte: Scot Consultoria

 

 


Compartilhe: