Recriador e invernista com mais poder de compra em MT

Relação de troca boi gordo x boi magro melhorou 7% desde o inicio do segundo semestre


30/10/2018

As cotações do mercado de reposição em Mato Grosso estão em alta desde o início do ano. Entretanto, quando analisamos apenas o segundo semestre, na contramão do cenário observado na maior parte do país, por lá o movimento é de desvalorização.

A oferta de animais de reposição tem sido suficiente para atender a demanda em Mato Grosso, com isso, os preços destes animais tem perdido força desde meados de julho.

As maiores desvalorizações envolvem as categorias mais novas, a cotação do bezerro de desmama, por exemplo, já acumula queda de 3,5% neste mesmo intervalo. Já a procura por animais mais erados, de giro rápido, tem sustentado as referências.

Ao mesmo tempo, as cotações da arroba ganharam firmeza no estado. Desde o começo do segundo semestre, mesmo com a oferta de gado confinado, o preço do boi gordo subiu 5,6%.

Frente a esse cenário, a relação de troca melhorou para o recriador e para o invernista. Na média de todas as categorias, o poder de compra melhorou 7%.

Desta forma, considerando que o mercado está entrando em um processo de reversão do ciclo, para o recriador, atualmente ainda é possível fazer um estoque de arrobas com preços atrativos e vender o máximo possível de ativos em um próximo momento de alta.

Para o criador, as oportunidades também batem à porta. O bezerro da estação de monta atual pode ser vendido em um cenário de alta de preços visando o longo prazo.

Fonte: Scot Consultoria

Foto:  Scot Consultoria



Compartilhe: