Votação do PL sobre embarques de animais vivos é adiada

Leia mais...


04/07/2018

A votação do Projeto de Lei 31/2018, que proíbe o embarque nos portos do Estado de animais vivos com a finalidade de abate para consumo foi adiada. Os trabalhos no plenário da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) foram encerrados nesta terça-feira, 3, devido ao falecimento do ex-deputado estadual Wagner Lino (PT) ocorrido na segunda-feira, 2. A votação do projeto estava marcada para as 16h30. Nova data depende da reunião dos deputados que integram o colégio de líderes, prevista para a quarta-feira.

O vice-presidente da Sociedade Rural Brasileira (SRB), Pedro de Camargo Neto, esteve na Alesp para acompanhar a votação. “Cerca de 400 pessoas vieram à assembleia para mostrar a preocupação do segmento de proteína animal. Alguns faziam parte de entidades que já tinham a presença confirmada e outros vieram sem que nós soubéssemos”, contou o executivo.

Segundo Camargo, o principal interlocutor dos pecuaristas é o presidente da Comissão de Agricultura da Alesp, deputado Itamar Borges (MDB). “Foi o primeiro parlamentar a mostrar preocupação e, na semana passada, nos ajudou nos diálogos”, disse. Sobre o adiamento da votação, afirmou que os que puderem comparecer “darão continuidade à mobilização”.

Na segunda, a SRB convocou entidades do setor na tentativa de barrar a proposta. Estavam confirmadas a Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), Associação Brasileira dos Exportadores de Gado (ABEG), Associação de Criadores do Pará (Acripara), Sociedade Rural de Maringá (SRM), Sociedade Rural do Paraná (SRP), Associação Goiana dos Produtores do Novilho Precoce, Associação Brasileira dos Exportadores de Animais Vivos (Abreav), Associação Sul-mato-grossense dos Produtores de Novilho Precoce, Beef Radar, Associação Nacional da Pecuária Intensiva (Assocon), Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Grupo Pecuária Brasil (GPB) e Scot Consultoria.

Sobre a morte do parlamentar, o PT informou, em nota, que Lino foi deputado estadual em São Paulo por dois mandatos e vereador em São Bernardo do Campo por quatro legislaturas. Faleceu na última segunda-feira vítima de câncer.

Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO.

Imagem: Moroz Comunicação



Compartilhe: