Desafios incentivam surgimento de novas tecnologias

Leia mais...


13/11/2017

A pecuária tem visto florescer uma série de iniciativas inovadoras em seu ambiente de negócios nos últimos tempos. Além dainternet das vacas (saiba mais clicando aqui), a maratona de desenvolvimento Vacathon e o desafio de startups Ideas for Milk, por exemplo, se propõem a resolver problemas práticos da vida do criador. "Às vezes, estou no meio do pasto, passo o aplicativo no brinco da vaca e já sei se ela está prenha, em lactação ou no cio", diz Claudinei Saldanha Júnior, produtor de leite orgânico em São Carlos, SP, usuário do aplicativo Roda do Leite, desenvolvido pela Embrapa. "Antes essa coleta de informações era feita manualmente, de idas e voltas ao escritório várias vezes. Hoje, é tudo automatizado."

No desafio Ideas for Milk realizado no ano passado, estudantes de 11 universidades de Minas, São Paulo e Rio Grande do Sul apresentaram 137 propostas para resolver problemas da cadeia. "Detectamos na Embrapa que tínhamos dificuldade de entrar no mundo 4.0", diz Paulo Martins, chefe-geral da Embrapa Gado de Leite e criador do Ideas. "Resolvemos então integrar os profissionais do agro, que sabem tudo do campo, com os da tecnologia."

Entre os produtos desenvolvidos estão, por exemplo, sensores colocados nos comedouros dos bezerros. Caso os animais não comam em quantidade adequada, os cuidadores são avisados. "Em rebanhos grandes, é comum haver perdas de bezerrinhas por esse problema", afirma Martins. Essa solução foi adquirida por um grupo francês, que pretende fazer a primeira fazenda leiteira 4.0 do mundo e será montada naquele país. Já a vencedora do Ideas for Milk ano passado desenvolveu uma solução para a logística da cadeia produtora, que já foi adquirido por grandes grupos leiteiros.

Neste ano, o Ideas for Milk terá uma versão ampliada, que vem sendo chamada de Farm Party. Aos moldes da Campus Party, ele acontecerá em Juiz de Fora no início de dezembro e os desenvolvedores de 20 universidades ficarão de quarta a domingo criando soluções e disputando o prêmio de R$ 20 mil.

"Esse mercado sofria de dores que nunca haviam sido resolvidas", afirma Rodrigo Quinalha, sócio da empresa de venture capital Kick Ventures e apoiador do Ideas for Milk. "Mas, se até alguns anos atrás, as pesquisas do setor eram voltadas à academia e as ideias nunca saíam do papel, há agora uma geração de jovens empreendedores que buscam resultados e têm resolvido dificuldades comuns aos pecuaristas de todo o mundo."

Segundo ele, os investidores já perceberam as oportunidades, sobretudo nos family offices, as gestoras de recursos de dinheiro de famílias muito ricas. "Muita gente que investia em soja, gado e eucalipto como forma de diversificação tem começado a olhar para a tecnologia do campo", diz.

Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO
Imagem: Embrapa


Compartilhe: